Chanceler trumpista ameaça Huawei e prejudica relação Brasil-China

Em artigo publicado na Folha de S.Paulo nesta quarta-feira (26), o colunista Nelson de Sá destaca que decanos do Itamaraty estão preocupados com os sérios prejuízos que a gestão do chanceler trumpista Ernesto Araújo pode acarretar para a relação com o maior parceiro comercial do Brasil

(Foto: Valter Campanato/ABR)

247 - "Jair Bolsonaro, no despacho da Reuters, 'deve se reunir com Xi Jinping por 40 minutos na sexta, segundo programação divulgada' pelo Planalto. Porém 'diplomata chinês disse que, dada a agenda lotada no G20, qualquer encontro provavelmente seria informal e breve', anotou a agência". 

"Dois dias antes do anúncio do encontro pelo governo brasileiro, o chanceler Ernesto Araújo surgiu na revista Veja afirmando que a 'restrição à Huawei está sob avaliação' ”.  

" 'Queremos entender quais são os eventuais problemas na tecnologia da Huawei', falou Araújo, contrastando com o vice Hamilton Mourão, que há um mês visitou a fábrica chinesa e disse a seu CEO que o Brasil 'não tem receio'. Questionado sobre Mourão, o chanceler respondeu que 'a decisão final é do presidente' ”.  

O articulista da Folha destaca ainda a declaração de Araújo ao Financial Times, assinalando que o aprofundamento do vínculo do governo brasileiro com o americano é “natural”, dados os “valores cristãos”.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247