Cid Gomes compra frota de helicópteros sem licitação

Utilizando-se de programa da Secretaria da Ciência e Tecnologia que dispensa concorrências, o governo do Ceará já adquiriu quatro aeronaves; a primeira chegou em 2010 e serve exclusivamente ao governador; pelos moderníssimos modelos biturbinados já foram pagos R$ 78 milhões; assessoria afirma que aeronave é utilizada “ocasionalmente” para o transporte de autoridades

Utilizando-se de programa da Secretaria da Ciência e Tecnologia que dispensa concorrências, o governo do Ceará já adquiriu quatro aeronaves; a primeira chegou em 2010 e serve exclusivamente ao governador; pelos moderníssimos modelos biturbinados já foram pagos R$ 78 milhões; assessoria afirma que aeronave é utilizada “ocasionalmente” para o transporte de autoridades
Utilizando-se de programa da Secretaria da Ciência e Tecnologia que dispensa concorrências, o governo do Ceará já adquiriu quatro aeronaves; a primeira chegou em 2010 e serve exclusivamente ao governador; pelos moderníssimos modelos biturbinados já foram pagos R$ 78 milhões; assessoria afirma que aeronave é utilizada “ocasionalmente” para o transporte de autoridades (Foto: Realle Palazzo-Martini)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247- O governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), está equipando o Estado com uma frota de quatro helicópteros ultramodernos sem licitação e ao custo de R$ 78 milhões até o momento. Para dispensar a concorrência, o governo utiliza-se de uma brecha legal o Programa de Modernização Tecnológica da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Nenhuma aeronave, porém, servirá à pasta. Três aeronaves irão para à área de segurança pública. A quarta, a primeira a chegar e mais luxuosa, é para o transporte do próprio governador. A denúncia é do jornal O Globo.

A compra dos helicópteros foi financiada pelo banco alemão MLW e aprovado pela Câmara Comercial Brasil-Alemanha, pela Assembleia Legislativa, pelo Senado Federal e seguiu todos os trâmites legais — justificou o governador, por meio de assessoria. E sugue: “Por meio de um ato de cessão, serão utilizados pela Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas, órgão ligado à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social. Ou seja, essas aeronaves reforçarão as ações de polícia e transportarão com segurança e agilidade as vítimas de violência.”

Para manter-se fiel ao objetivo do programa tecnológico, o contrato de compra dos três últimos aviões não fala em helicópteros, e sim em fornecimento de “equipamentos e instrumentos técnico-científicos e educacionais”. E assim foi aprovado pelos órgãos citados pelo governador.

Ainda por meio de sua assessoria, Cid negou que tenha usado recursos públicos para a construção de um heliponto em sua casa de campo na Serra da Meruoca, perto de Sobral, como denunciaram seus adversários. “Não existe nenhum heliponto custeado por verba pública no referido imóvel”, negou o governador.

Sobre a primeira aeronave, comprada em 2010, a assessoria informou que ela é de propriedade do Estado e utilizada para monitoramento e fiscalização de obras por parte das secretarias. “Ocasionalmente” é utilizada para transporte de autoridades.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email