Cientista diz que desmatamento na Amazônia está próximo do ponto de não retorno

O cientista Carlos Nobre, especialista em aquecimento global, afirmou que a floresta Amazônica está muito próxima do ponto de “não retorno” se o desmatamento continuar. Segundo ele, a Amazônia pode estar perto de um ponto de inflexão se o desmatamento exceder 20% a 25%

Amazônia bate recorde diz Inpe em desmatamento no mês de junho.
Amazônia bate recorde diz Inpe em desmatamento no mês de junho. (Foto: Vinícius Mendonça/Ibama)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O cientista Carlos Nobre, especialista em aquecimento global, afirmou que a floresta Amazônica está muito próxima do ponto de “não retorno” se o desmatamento continuar. Segundo ele, a Amazônia pode estar perto de um ponto de inflexão se o desmatamento exceder 20% a 25%. 

Ele diz que, chegando nesse ponto, grande parte da floresta desaparecerá de forma irreversível. Hoje, o patamar está em 17%. As declarações foram feitas durante audiência pública convocada pelo ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), para discutir a gestão do Fundo Clima pelo governo federal.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247