Ciro vai gravar vídeo dando apoio enfático a Haddad, diz Lupi

"Ele (Ciro) já declarou (voto no Haddad), vai reforçar isso. Eu estou indo para o Ceará para conversar com o Ciro para saber como vamos fazer, mas que a gente vai fazer, vai", declarou o presidente do PDT, Carlos Lupi; ele acrescentou não saber se dá tempo para que os dois participem de um ato público juntos, mas assegurou que "para a rede social nós vamos gravar um vídeo sobre isso"

Ciro vai gravar vídeo dando apoio enfático a Haddad, diz Lupi
Ciro vai gravar vídeo dando apoio enfático a Haddad, diz Lupi (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, informou que Ciro Gomes irá declarar um apoio mais enfático ao candidato da frente democrática, Fernando Haddad (PT). Na disputa à presidência, Ciro ficou na terceira posição, com 12,47% dos votos totais.

"Ele (Ciro) já declarou (voto no Haddad), vai reforçar isso. Eu estou indo para o Ceará para conversar com o Ciro para saber como vamos fazer, mas que a gente vai fazer, vai", declarou Lupi, segundo reportagem do Estado de S.Paulo. Ele acrescentou não saber se dá tempo para que os dois participem de um ato público juntos, mas assegurou que "para a rede social nós vamos gravar um vídeo sobre isso".

Segundo Lupi, os pedidos para um gesto enfático de Ciro têm sido feitos pelo próprio Haddad. "Falei com o Haddad na quarta-feira e ele me apelou muito por uma posição mais firme em torno da candidatura dele. E eu já fiz várias ações, fiz pronunciamento, fiz essa ação contra esse fake news do Bolsonaro, mas agora o mais importante é o Ciro pela candidatura que ele representa", contou.

Nesta sexta-feira, Haddad disse que pesquisas internas do PT mostram uma desvantagem de cinco pontos de sua candidatura para a de Jair Bolsonaro (PSL), e afirmou que espera uma fala "dura" de Ciro Gomes "contra o fascismo" e a favor de sua campanha.

"Eu sim espero que ele (Ciro) ao desembarcar faça uma fala dura contra o fascismo, contra o discurso do ódio. Tenho certeza que ele vai fazer uma fala dura e nós vamos vencer juntos", afirmou em entrevista à Rádio Super, de Minas Gerais.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247