Clã Bolsonaro já tem dois nomes para substituir indicado de Moro na PF

A demissão de Maurício Valeixo, indicado por Moro para a diretoria-geral da Polícia Federal está com os dias contados. De acordo com reportagem da Veja, o clã Bolsonaro já cogita alguns nomes para o cargo, mas ainda não tem consenso

Flavio, Jair, Eduardo e Carlos Bolsonaro
Flavio, Jair, Eduardo e Carlos Bolsonaro (Foto: Clã Bolsonaro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Tudo indica que a saída de Maurício Valeixo da diretoria-geral da Polícia Federal está com os dias contados. De acordo com reportagem da revista Veja, o clã Bolsonaro já cogita alguns nomes para o cargo, mas não tem consenso.

"Os filhos, como sabido, querem no cargo o secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Anderson Gustavo Torres. Mas o preferido do capitão é outro: o atual diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência, a Abin, o também delegado da PF Alexandre Ramagem, que coordenou a segurança da campanha de Bolsonaro após a facada em Juiz de Fora", diz a reportagem.

A mudança no comando da PF tem gerado forte desgaste para o governo, principalmente para o ministro Sergio Moro, da Justiça e Segurança Pública. A PF está subordinada ao comando do Executivo sob a tutela do Ministério da Justiça, ou seja, de Moro.

Mas as constantes intervenções de Bolsoanro na PF revelaram a falta de comando de Moro e, principalmente, a atuação do clã Bolsonaro em conter as investigações que pesam contra a família, como é o caso do senador Flávio Bolsonaro, investigado por suspeita de "rachadinha" em seu gabinete no Rio quando era deputado estadual, e o laranjal do PSL de candidaduras fantasmas.

Segundo a revista Época, o ministro estaria decidido a deixar o governo "se uma canetada de Bolsonaro tirar Maurício Valeixo da direção-geral da Polícia Federal e não colocar em seu lugar alguém da confiança de Moro". Desta forma, tentaria sair passando a impressão de que não aceitou sua submissão sem qualquer autoridade.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email