Com Bolsonaro e Milton Ribeiro, Enem 2021 tem o menor número de inscritos pretos, indígenas e pobres dos últimos dez anos

Somente 3,1 milhões se cadastraram para realizar o exame neste ano, o que representa o menor número de inscrições dos últimos 14 anos. A redução é causada principalmente pela exclusão de estudantes negros e pobres

www.brasil247.com - Milton Ribeiro e Jair Bolsonaro
Milton Ribeiro e Jair Bolsonaro (Foto: Carolina Antunes/PR)


247 - Sob a gestão de Jair Bolsonaro e de seu ministro da Educação, Milton Ribeiro, o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2021 tem a menor proporção de inscritos pretos, pardos e indígenas dos últimos dez anos. Além disso, a prova tem a menor participação de candidatos com renda familiar de até 1,5 salário mínimo.

Desde 2009, o Enem seguia uma trajetória de inclusão, registrando aumento na participação de tais grupos na prova, a principal porta de entrada ao ensino superior no Brasil.

Somente 3,1 milhões de estudantes se cadastraram para realizar o exame neste ano, o que marca o menor número de inscrições dos últimos 14 anos. O Enem já chegou a ter 8,7 milhões de inscritos. A redução é causada principalmente pela exclusão de estudantes negros e pobres, já que o governo Bolsonaro decidiu retirar a isenção de taxa para aqueles que faltaram na última edição da prova, feita em um dos piores momentos da pandemia de Covid-19 no país.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Somente 11,7% dos inscritos para o Enem 2021 são pretos, segundo dados do Semesp (Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior). Este é o menor índice desde 2009, quando eles representaram 6,3% dos inscritos. Em 2016, por exemplo, 1,1 milhão de inscritos eram pretos. Agora, o número caiu para 362,3 mil.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais: 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email