Com CDN, Nizan ganha conta da Secom

Compra da empresa de comunicação corporativa pelo grupo ABC será anunciada em setembro. Fundada em 1987, a agência teve faturamento de R$ 88 mi, com um portfólio de clientes como Itaú, Odebrecht, Nestlé, TIM, Furnas e imagem do governo federal no exterior

Compra da empresa de comunicação corporativa pelo grupo ABC será anunciada em setembro. Fundada em 1987, a agência teve faturamento de R$ 88 mi, com um portfólio de clientes como Itaú, Odebrecht, Nestlé, TIM, Furnas e imagem do governo federal no exterior
Compra da empresa de comunicação corporativa pelo grupo ABC será anunciada em setembro. Fundada em 1987, a agência teve faturamento de R$ 88 mi, com um portfólio de clientes como Itaú, Odebrecht, Nestlé, TIM, Furnas e imagem do governo federal no exterior (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Será anunciada em setembro a compra pelo Grupo ABC, do publicitário Nizan Guanaes, da CDN, uma das maiores empresas de comunicação corporativa do país.

Fundada em 1987, a agência encerrou o ano passado com faturamento de R$ 88 milhões, com um portfólio de clientes como Itaú, Odebrecht, Nestlé, TIM e Furnas.

Ao assumir 51% da CDN, Nizan também ganhará a divulgação de programas da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) no exterior.

João Rodarte, Yara Peres, Cláudio Pereira e Andrew Greenlees, da CDN, vão permanecer no negócio, como sócios minoritários.

Hoje, o Grupo ABC é dono de algumas das maiores agências de publicidade do país, como Africa, DM9DDB e Loducca. A CDN é a segunda maior empresa de comunicação corporativa do país, só atrás da FSB, agência com sede no Rio de Janeiro, fundada por Francisco Brandão.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email