Com chuva, marchas se esvaziam no feriado

Manifestantes optaram por ficar em casa em vez de sair para as marchas contra a corrupo, agendadas em diversas capitais neste 15 de novembro; em Braslia, o protesto foi cancelado

Com chuva, marchas se esvaziam no feriado
Com chuva, marchas se esvaziam no feriado (Foto: BETO BARATA/AGÊNCIA ESTADO)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247, com agências Brasil e Estado – A chuva não deu trégua neste feriado e atrapalhou a maioria das marchas contra a corrupção, agendadas em 36 capitais brasileiras para esta terça-feira, 15 de novembro, Dia da Proclamação da República. Em Brasília, a manifestação chegou a ser cancelada por falta de público. Quem compareceu foi apenas um grupo de cerca de 30 pessoas protestou, sob uma forte chuva, embaixo da marquise do Museu da República, na região central da cidade.

Os participantes resolveram estender uma bandeira do Brasil e caminhar até a Rodoviária do Plano Piloto. Vestidas de preto, as 30 pessoas usavam adesivos com a frase “Fora Agnelo”, em referência ao governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, acusado de envolvimento em desvio de verba pública quando era ministro do Esporte.

Uma das articuladoras do protesto, a jornalista Irene Oliveira disse que houve boicote nas redes sociais à manifestação programada para o Museu da República. Isso, segundo ela, deixou Brasília fora do calendário da Marcha Nacional contra a Corrupção, que teria sua terceira edição nesta terça-feira. Ela citou o Movimento contra a Corrupção (MCC) como uma das entidades que desmobilizou o evento na capital do País.

São Paulo

Sob uma chuva fina, 210 pessoas saíram nesta terça-feira em passeata pela Avenida Paulista, região central de São Paulo, para protestar contra a corrupção. Elas carregavam faixas e gritavam palavras de ordem. No meio do protesto, fizeram uma pausa para cantar o Hino Nacional.

A manifestação em São Paulo foi organizada pela União contra a Corrupção, que reúne vários movimentos sociais, como a Marcha contra a Corrupção, o Movimento Brasil Social, os Revoltados Online e a Marcha nas Ruas. A expectativa dos organizadores do protesto era levar milhares de pessoas à Avenida Paulista.

Alguns dos participantes estavam com a cara pintada e outros usavam nariz de palhaço. Vestido de Tiradentes (José Joaquim da Silva Xavier, líder da Inconfidência Mineira considerado como o mártir da Independência do Brasil), o desempregado Luís Andriole aproveitou o ato para distribuir panfletos propondo uma votação para reduzir o número de parlamentares.

Já o técnico em edificações Timóteo Ricardo disse que as passeatas são apenas o começo da mobilização por um país sem corrupção. “Não vai ser esta manifestação que mudará o Brasil, mas ela pode resultar em outras e dar um passo muito grande lá na frente."

Belo Horizonte

A forte chuva que castigou Belo Horizonte, além de prejuízos à cidade, causou estragos também na marcha contra a corrupção programada para a tarde desta terça-feira. Ao contrário do que ocorreu no protesto realizado em outubro, que teve participação de cerca de 500 pessoas e passeata pelas principais vias da capital, pouco mais de duas dezenas de manifestantes participaram do ato neste feriado, que não houve passeata.

Mesmo assim, um dos organizadores da marcha, o jornalista Tininho Silva, de 62 anos, afirma que o grupo manterá os protestos para "resgatar a cidadania, a honestidade na política e lutar contra essa corrupção que está arrasando o Brasil".

Além de Belo Horizonte, também havia convocação para a realização do protesto em cidades do interior de Minas como Caratinga, no Vale do Rio Doce, e Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Todas foram organizadas por meio de redes sociais na internet.

Rio de Janeiro

Dezenas de pessoas usaram o bom humor para protestar contra a corrupção no País, na Cinelândia, no centro do Rio. Em frente à Câmara de Vereadores, os manifestantes montaram um varal onde foram pendurados cartazes com frases de protesto. Também foi colocado, entre dois vasos sanitários, um boneco representando o personagem Pinóquio. A "escultura" estava rodeada por um círculo formado por desentupidores de privada.

O protesto chamou a atenção de quem passava pelo local, inclusive muitos turistas, que aproveitavam para fotografar a inusitada manifestação, organizada pelas redes sociais na internet. A empresária Cris Maza, uma das coordenadoras do movimento, disse que um dos objetivos é pedir a validação da Lei da Ficha Limpa, pelo Supremo Tribunal Federal (STF), e o fim do foro privilegiado para autoridades. “Queremos tornar a corrupção um crime hediondo. Nos mobilizamos para dar nosso recado e não deixar o dia passar em branco”, disse Cris Maza.

Outras manifestações

Em Recife, Pernambuco, cerca de 300 pessoas se reuniram na marcha contra a corrupção. As manifestações organizadas em Blumenau, Santa Catarina, e Salvador, na Bahia, reuniram aproximadamente 200 pessoas, segundo informações de seus organizadores.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email