Comandante do Exército contraria Bolsonaro e proíbe militares de espalharem fake news sobre a pandemia

Diretriz do comandante-geral do Exército, Paulo Sérgio Nogueira, proíbe que militares e seus familiares divulguem notícias falsas sobre a Covid-19

www.brasil247.com -
(Foto: ABr | Marcos Corrêa/PR | Isac Nóbrega/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O comandante-geral do Exército, Paulo Sérgio Nogueira, editou uma norma proibindo que militares e seus familiares divulguem notícias falsas sobre a pandemia de Covid-19. A diretriz também determina o retorno às atividades presenciais, mas os militares precisam estar vacinados contra a doença.  As medidas vão de encontro ao defendido por Jair Bolsonaro que já declarou que a vacinação deve ser “opcional”. 

De acordo com o site O Antagonista, a norma publicada nesta terça-feira (4) destaca que “não deverá haver difusão de mensagens em redes sociais sem confirmação da fonte e da veracidade da informação. Além disso, os militares deverão orientar os seus familiares e outras pessoas que compartilham do seu convívio para que tenham a mesma conduta”.

Os militares que estiverem retornando de viagens internacionais também terão que apresentar um exame PCR negativo antes de voltar às suas unidades. A participação de militares brasileiros em missões internacionais ainda não iniciadas será reavaliada em função da pandemia, bem como a realização de seminários, palestras, solenidades ou outras atividades que possam causar qualquer aglomeração.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email