Comércio on-line pode sair do ar em São Paulo

Americanas, Submarino e Shoptime so recordistas de reclamaes no Procon de So Paulo; rgo exige multa de mais de R$ 1 milho da empresa que responsvel pelas trs pginas; tuiteiros repercutem

Comércio on-line pode sair do ar em São Paulo
Comércio on-line pode sair do ar em São Paulo (Foto: REPRODUÇÃO)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Diego Iraheta_247 – Os três maiores sites brasileiros de comércio eletrônico correm risco de sair do ar neste mês em São Paulo. As empresas Americanas, Submarino e Shoptime foram notificadas pelo Procon-SP a suspender as vendas on-line devido ao alto número de queixas dos compradores. O órgão de defesa do consumidor argumenta que a B2W Companhia Global do Varejo, responsável pelos três sites, vem deixando de entregar produtos para os clientes. A firma foi multada em R$1,7 milhão.

A decisão do Procon, que saiu hoje no Diário Oficial de São Paulo, já está repercutindo nas redes sociais. No Twitter, Shoptime e Submarino estão no ranking dos assuntos mais comentados (Trending Topics) neste início de tarde.

O usuário @Zaro alfineta: “@americanas_ Dia histórico!! Apos 3 meses de relamações, recebi um pendrive comprado nas Americanas. Venci pelo cansaço. Lute vc Tb!!” Para @ftrc, também cliente das Americanas on-line, o dia de comemorar ainda não chegou: “Comprei um notebook e recebi 2 pacotes de macarrão instantâneo”. 

Só no primeiro semestre deste ano, foram registradas no Procon 3.635 reclamações contra um dos sites de venda. Foi um aumento de 246% no número de queixas, em relação ao segundo semestre de 2010. Agora, a B2W Companhia Global do Varejo tem 15 dias para apresentar recurso à decisão do Procon-SP. Passado esse período, o órgão vai analisar a defesa da firma e, se confirmar o parecer, os três sites podem ficar até três dias fora do ar – americanas.com.br; shoptime.com.br; submarino.com.br.

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email