Comissão do lixo hospitalar cobra devolução da carga aos EUA

Foram recolhidas, em Pernambuco, mais de 40 toneladas de lenis, fronhas e outros tecidos de hospitais americanos; caso investigado pela PF, pelo governo de Pernambuco e pelo FBI

www.brasil247.com - Comissão do lixo hospitalar cobra devolução da carga aos EUA
Comissão do lixo hospitalar cobra devolução da carga aos EUA (Foto: PRISCILLA BUHR/AGÊNCIA ESTADO)


Bruna Cavalcanti_PE247 – Os integrantes da comissão externa que acompanha as investigações sobre as apreensões de lixo hospital, no Porto de Suape, em Pernambuco, solicitaram oficialmente a devolução da carga aos Estados Unidos. O apelo foi feito nesta quinta-feira (24), em reunião do grupo com representantes do Ministério das Relações Exteriores, em Brasília. O caso segue sendo investigado pela PF, pelo governo de Pernambuco e por agentes do FBI

Os integrantes da comissão ainda cobraram uma manifestação, também oficial, das autoridades norte-americanas sobre o assunto. Os deputados entendem que a questão não deve ser resolvida apenas por brasileiros.

Quem faz coro com os parlamentares é o coordenador de Emergência Ambiental do Ibama de Pernambuco, Gustavo Moreira. Em várias entrevistas, ele defendeu a devolução do lixo hospital para os Estados Unidos e afirmou que uma possível incineração do material poderia contaminar a camada de ozônio.

Ao todo, mais de 40 toneladas de lençóis, fronhas, toalhas de banho, pijamas e outros tecidos sujos de sangue, oriundos de hospitais americanos, foram recolhidos em contêineres no Porto de Suape. O caso segue sendo investigado pela Polícia Federal, pelo governo do Estado de Pernambuco e por agentes do FBI.

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email