Comitiva com executivos da Taurus acompanha Bolsonaro na Índia

É a primeira vez na história em que representantes dos governos e da indústria de defesa dos países se encontram em um evento bilateral do setor, mas não há menção nos canais oficiais das empresas

Bolsonaro em viagem à Índia
Bolsonaro em viagem à Índia (Foto: Alan Santos/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Revista Forum - Dez grandes empresas brasileiras de armas, munição, equipamentos de vigilância, aviação e inteligência militar acompanham a visita oficial de Bolsonaro à Índia, entre 24 e 28 de janeiro.

CEOs da Altave, Atech, Avibras, Companhia Brasileira de Cartuchos, Condor, Embraer, Iveco, Macjee, Omnisys e Taurus, estão na capital Nova Déli junto à comitiva presidencial para participarem de um seminário de indústrias de Defesa dos dois países.

Os executivos  —entre eles Salésio Nuhs, presidente da Taurus, amplamente criticada pelos filhos de Bolsonaro nas redes— querem aumentar exportações e conseguir licenças de Narendra Modi, primeiro ministro da Índia, para a produção de armas e equipamentos de segurança no país.

É a primeira vez na história em que representantes dos governos e da indústria de defesa dos países se encontram em um evento bilateral do setor.

As compras na área da Defesa são apenas governamentais e se destinam às forças de segurança pública e militares. A Índia é o segundo maior comprador de equipamentos de defesa do planeta, atrás apenas da Arábia Saudita, e tem o quarto maior orçamento militar do mundo.

Em 2019, o Brasil registrou aumento de 30% nas autorizações de exportações de produtos de Defesa, em relação a 2018 -um salto de US$ 915 milhões para US$ 1,3 bilhão – uma diferença de cerca de R$ 5,4 bilhões).

Confira a reportagem completa na Revista Forum.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247