"Como a demissão de Mandetta foi ruim, Bolsonaro quer trocar a pauta", diz Maia sobre ataques

“O presidente ataca com velho truque da política: como a demissão do ministro Mandetta foi ruim, ele quer trocar a pauta”, disse Maia ao responder os ataques de Jair Bolsonaro

Rodrigo Maia e Jair Bolsonaro
Rodrigo Maia e Jair Bolsonaro (Foto: ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), rebateu os ataques feitos por Jair Bolsonaro. Segundo ele, a estratégia de Bolsonaro é para tirar o foco sobre a demissão de Luiz Henrique Mandettta.

“O presidente ataca com velho truque da política: como a demissão do ministro Mandetta foi ruim, ele quer trocar a pauta. O que precisamos falar é de saúde. Volto a deixar minha solidariedade às famílias de mais de 1.900 pessoas que perderam suas vidas. Não podemos aceitar que apenas uma visão de Brasil prevaleça”, afirmou Maia, em entrevista à CNN.

O deputado disse ainda que não responderia no “nível que ele [Bolsonaro] quer”. “Não tem nenhuma intenção de conflitar com o governo, de prejudicar e enfrentar o governo. Ele pode atacar o Congresso, ele joga pedra, o Parlamento vai jogar flores”.

Em outro recado a Bolsonaro, Maia disse que ele “pode ficar tranquilo”, que a Câmara está aberta a dialogar com o Executivo e que “não vai entrar” nesses conflitos, porque, “neste momento de crise, o país precisa de união, com um objetivo, que é salvar vidas e emprego”.

“Não vou de forma nenhuma responder o presidente no nível que ele quer que eu responda. É disso que se trata em um momento de crise, de união, com um objetivo só: salvar vidas e emprego”.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247