Condenação de Lula no triplex deve ser revista

O ex-juiz Sergio Moro, hoje ministro da Justiça e Segurança Pública do governo de extrema-direita de Jair Bolsonaro, pode ser considerado suspeito pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por sua atuação no processo do triplex; os diálogos que manteve com procuradores, divulgados pelo Intercept, demonstraram que Moro atuou sem isenção no caso e confundiu os papéis de juiz e acusador; o STF pode anular o processo, pelo menos parcialmente

Condenação de Lula no triplex deve ser revista
Condenação de Lula no triplex deve ser revista (Foto: Ricardo Stuckert)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-juiz Sergio Moro, hoje ministro da Justiça e Segurança Pública do governo de extrema-direita de Jair Bolsonaro, pode ser considerado suspeito pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por sua atuação no processo do triplex. Os diálogos que manteve com procuradores, divulgados pelo Intercept, demonstraram que Moro atuou sem isenção no caso e confundiu os papéis de juiz e acusador. O STF pode anular o processo, pelo menos parcialmente.

Segundo informa a coluna da jornalista Mônica Bergamo na Folha de S.Paulo, uma parte da ação ainda sobreviveria, mesmo com a suspeição de Moro reconhecida.

As decisões serão tomadas pela Suprema Corte no dia 25, quando julgará o habeas corpus em que Sergio Moro é acusado de parcialidade.

Na hipótese de a condenação ser anulada e a ação sobreviver, os atos anteriores ao recebimento da denúncia por Moro podem ser mantidos.

Nesse caso, a investigação da Polícia Federal e a acusação do Ministério Público se manteriam e um novo juiz seria designado para aceitar ou não a denúncia. De acordo com a coluna, esse novo juiz ouviria novamente as partes e decidiria se Lula é culpado ou não.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247