Condenado no mensalão tucano, Azeredo pede liberdade até julgamento do STJ

O ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo (PSDB), condenado a 20 anos e um mês por peculato e lavagem de dinheiro no processo do mensalão tucano, fez um novo apelo por liberdade ao STF; preso em cela especial no Corpo de Bombeiros de Belo Horizonte, ele quer responder o processo em liberdade até julgamento de seu recurso ao STJ 

Condenado no mensalão tucano, Azeredo pede liberdade até julgamento do STJ
Condenado no mensalão tucano, Azeredo pede liberdade até julgamento do STJ

247 - O ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo (PSDB), condenado a 20 anos e um mês por peculato e lavagem de dinheiro no processo do mensalão tucano, fez um novo apelo por liberdade ao STF (Supremo Tribunal Federal). Preso em cela especial no Corpo de Bombeiros de Belo Horizonte, ele quer responder o processo em liberdade até julgamento de seu recurso ao STJ (Superior Tribunal de Justiça). A informação é do jornal Estado de S.Paulo. 

Segundo o advogado Maurício de Oliveira Campos Júnior, o recurso especial contra a condenação já foi admitido pelo STJ e aguarda tramitação, "circunstância que se amolda como luva aos requisitos legais do periculum in mora e do fumus boni iuris a justificar a concessão de efeito suspensivo".

O recurso especial foi processado pelo STJ e está sob relatoria do ministro Jorge Mussi. A defesa entrou com pedido para que o apelo tenha efeito suspensivo sobre a execução da pena, que foi indeferido pelo relator. Inconformados, os advogados pediram reconsideração ao presidente da Corte, João Otávio de Noronha, que também rejeitou. Contra as decisões, moveu habeas corpus, que já foi também indeferido pelo STJ. Agora, os advogados recorrem ao STF.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247