Confusão na Câmara: Lira ameaça retirar Glauber Braga à força do plenário (vídeos)

Presidente da Câmara foi chamado de "ditador" pelo deputado Glauber Braga por querer pautar a privatização da Petrobrás. Assista

www.brasil247.com - Deputados Arthur Lira Glauber Braga
Deputados Arthur Lira Glauber Braga (Foto: Reprodução)


247 - O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP), e o deputado Glauber Braga (PSol) se envolveram numa discussão no plenário da Casa nesta terça-feira (31). Lira ameaçou retirar Braga à força do plenário da Casa, depois que o deputado do PSol criticou a tentativa de pautar a privatização da Petrobrás, chamando-o de "ditador". 

"O senhor não tem vergonha", questionou Braga. Em resposta, Lira cortou o microfone de Glauber Braga e ameaçou usar a polícia legislativa para retirar o parlamentar do plenário por "agior com desrespeito".

Assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE




CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia também matéria do Brasil de Fato sobre a Petrobrás:

A Federação Nacional dos Petroleiros (FNP) e a Federação Única dos Petroleiros (FUP) vão realizar um ato conjunto na próxima quinta-feira (2) contra a ideia do governo de privatizar da Petrobras. O protesto ocorrerá em frente à sede da Petrobras, Rio de Janeiro, às 11h.

Ele foi marcado depois que o Ministério das Minas e Energia oficializou o pedido para que o Ministério da Economia estude a privatização da maior empresa do país. Em entrevista à Record News, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), pressionou o governo pela aprovação de um projeto de lei que permite a venda do controle da estatal.

No ano passado, petroleiros já haviam aprovado a realização de uma greve caso o governo avançasse com propostas para desestatizar a Petrobras. Deyvid Bacelar, coordenador-geral da FUP, prometeu a maior paralisação da história da categoria em caso de privatização.

Além do ato contra a venda da Petrobras, os petroleiros entregarão à empresa na quinta uma pauta reivindicatória conjunta da categoria. A pauta serve para negociação de um novo acordo coletivo entre a empresa e seus funcionários.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email