Corte de 17% do orçamento das universidades federais pode provocar evasão de alunos de baixa renda

Segundo o presidente da Andifes, Edward Madureira, o corte feito pelo governo Jair Bolsonaro chega a quase R$ 1 bilhão e deve afetar a assistência estudantil aos alunos de baixa renda. Quase 25% dos estudantes das federais têm renda familiar per capita de até meio salário mínimo

Sala de aula
Sala de aula (Foto: CECILIA BASTOS/USP Imagens)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Fabíola Salani, na Revista Fórum - O corte de 17% na verba de custeio de universidades e institutos federais para 2021 pode provocar evasão em massa de estudantes de baixa renda dessas instituições. O alerta foi dado pelo presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior – Andifes, Edward Madureira, em entrevista exclusiva à Fórum. A redução consta no Orçamento para 2021 que o governo Bolsonaro mandou ao Congresso. Ela soma quase R$ 1 bilhão.

Entre as despesas cobertas por essa verba, está a assistência estudantil, que inclui bolsas de estudo e moradia para alunos de baixa renda, subsídio na alimentação, entre outros apoios para que consigam frequentar as aulas. O corte vai implicar em redução do atendimento por essas políticas. “Eles não serem atendidos significa que eles não têm condição de estudar, e isso significa evasão”, disse Madureira.

Para ter uma ideia do contingente afetado, o presidente da Andifes diz que 25% do 1,2 milhão de estudantes das federais têm renda familiar per capita de até meio salário mínimo. Outros 50% vêm de famílias com renda per capita de até 1,5 salário mínimo. “Isso significa que 75% dos estudantes são de renda baixa, 25% de renda baixíssima.”

Leia a íntegra na Fórum. 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247