Cunha se reúne com ministro Gilmar Mendes

O ministro Gilmar Mendes se reuniu nesta quarta (11) com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que é um dos 34 congressistas que serão investigados por suspeita de participação no esquema de corrupção da Petrobras; o encontro, que não estava previsto na agenda, durou menos de 30 minutos; Mendes negou que tenha falado com Cunha sobre o "grande assunto", em referência à abertura de inquéritos; esse foi o segundo encontro consecutivo que Cunha tem com ministros do STF; ontem, ele se reuniu com ministro Dias Toffoli  

O ministro Gilmar Mendes se reuniu nesta quarta (11) com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que é um dos 34 congressistas que serão investigados por suspeita de participação no esquema de corrupção da Petrobras; o encontro, que não estava previsto na agenda, durou menos de 30 minutos; Mendes negou que tenha falado com Cunha sobre o "grande assunto", em referência à abertura de inquéritos; esse foi o segundo encontro consecutivo que Cunha tem com ministros do STF; ontem, ele se reuniu com ministro Dias Toffoli
 
O ministro Gilmar Mendes se reuniu nesta quarta (11) com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que é um dos 34 congressistas que serão investigados por suspeita de participação no esquema de corrupção da Petrobras; o encontro, que não estava previsto na agenda, durou menos de 30 minutos; Mendes negou que tenha falado com Cunha sobre o "grande assunto", em referência à abertura de inquéritos; esse foi o segundo encontro consecutivo que Cunha tem com ministros do STF; ontem, ele se reuniu com ministro Dias Toffoli   (Foto: Valter Lima)

247 - O ministro Gilmar Mendes se reuniu nesta quarta-feira (11) com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que é um dos 34 congressistas que serão investigados por suspeita de participação no esquema de corrupção da Petrobras. O encontro, que não estava previsto na agenda, durou menos de 30 minutos.

Mendes negou que tenha falado com Cunha sobre o "grande assunto", em referência à abertura de inquéritos. "Não, a conversa é no processo", afirmou. O ministro afirmou que foi discutir com o presidente da Câmara a tentativa de retomar projetos importantes que estão em discussão na Câmara, como abuso de autoridade.

Depois que Mendes deixou o gabinete de Cunha, o peemedebista recebeu o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e o senador Fernando Collor (PTB-AL), que também são alvos no STF.

Esse é o segundo encontro consecutivo que Cunha tem com ministros do STF. Nesta terça, antes de participar de um debate sobre reforma política na Casa, o ministro Dias Toffoli também se reuniu com o deputado em seu gabinete.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247