“Cunha tem know how em comprar deputados”, afirma Funaro

O operador financeiro do PMDB, Lúcio Bolonha Funaro, disse em seu depoimento de delação premiada que o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) tinha "know how" em comprar deputados; segundo as declarações de Funaro à PGR, Cunha comprava deputados desde 2003, com aliados em diversos partidos, como PMDB, PSC, PP, DEM e PR

O operador financeiro do PMDB, Lúcio Bolonha Funaro, disse em seu depoimento de delação premiada que o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) tinha "know how" em comprar deputados; segundo as declarações de Funaro à PGR, Cunha comprava deputados desde 2003, com aliados em diversos partidos, como PMDB, PSC, PP, DEM e PR
O operador financeiro do PMDB, Lúcio Bolonha Funaro, disse em seu depoimento de delação premiada que o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) tinha "know how" em comprar deputados; segundo as declarações de Funaro à PGR, Cunha comprava deputados desde 2003, com aliados em diversos partidos, como PMDB, PSC, PP, DEM e PR (Foto: Charles Nisz)

247 - A delação do operador financeiro do PMDB, Lúcio Bolonha Funaro é devastadora para o ex-deputado Eduardo Cunha e para a cúpula do PMDB responsável pelo golpe contra a presidenta eleita Dilma Rousseff. Funaro tem extenso conhecimento dos ilícitos de Cunha por ter movimentado dinheiro desviado por Cunha em contas no exterior. 

Em sua delação premiada, o operador afirmou que o ex-presidente da Câmara dos Deputados tinha “know-how” em comprar deputados desde 2003, informa a coluna Expresso Época. Funaro cita que Cunha contava com aliados em diferentes partidos, como PMDB, PSC, PP, DEM e PR. Ainda de acordo com Funaro, havia exceções, como o deputado Leonardo Picciani (PMDB-RJ).  

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247