Cúpula do PSL quer expulsar aliados de Bolsonaro

Em mais um capítulo da luta interna no PSL, o grupo da direção partidária ligado ao presidente da sigla, Luciano Bivar, quer acelerar o acerto de contas com a ala bolsonarista, expulsando alguns dos seus prinicipais expoentes

Luciano Bivar e Jair Bolsonaro
Luciano Bivar e Jair Bolsonaro
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado Luciano Bivar (PE), chefe do PSL, partido em que Bolsonaro foi eleito e do qual saiu no auge de uma guerra interna, quer expulsar Carla Zambelli (PSL-SP) e Daniel Silveira (PSL-RJ).  

Bivar e seu grupo querem punir os parlamentares por condutas éticas, o que blindaria a direção do partido da acusação de perseguição.  

Zambelli é acusada de nepotismo e pelo fato de seu filho ter ingressado no colégio militar sem passar por concurso.  

A avaliação da cúpula do PSL é a de que a derrota do grupo alinhado a Bolsonaro evitaria nova rodada de guerra de listas pela liderança do partido na Câmara dos Deputados.   

As informações são da coluna Painel da Folha de S.Paulo

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247