HOME > Brasil

CUT: “Governo vai mudar radicalmente e dar guinada à esquerda”

Presidente da CUT, Vagner Freitas, acredita que "a presença do presidente Lula vai mudar radicalmente e dar uma guinada à esquerda no governo. Essa é a motivação dele"; segundo o dirigente sindical, as mudanças ocorrerão "fundamentalmente" na política econômica; "O presidente Lula não poder ser apenas mais um ministro. Dilma vai continuar governando o País utilizando a sabedoria dele. A presidente precisa de ajuda. Ela não está sendo destituída do cargo. Só uma grande mulher pode fazer o que ela fez", acrescentou

Presidente da CUT, Vagner Freitas, acredita que "a presença do presidente Lula vai mudar radicalmente e dar uma guinada à esquerda no governo. Essa é a motivação dele"; segundo o dirigente sindical, as mudanças ocorrerão "fundamentalmente" na política econômica; "O presidente Lula não poder ser apenas mais um ministro. Dilma vai continuar governando o País utilizando a sabedoria dele. A presidente precisa de ajuda. Ela não está sendo destituída do cargo. Só uma grande mulher pode fazer o que ela fez", acrescentou (Foto: Gisele Federicce)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, acredita que o governo mudará "radicalmente" e dará uma "guinada à esquerda" com a ida do ex-presidente Lula para o ministério da Casa Civil.

"A presença do presidente Lula vai mudar radicalmente e dar uma guinada à esquerda no governo. Essa é a motivação dele", disse o dirigente sindical, de acordo com reportagem da Agência Estado. Segundo ele, as mudanças ocorrerão "fundamentalmente" na política econômica.

"O presidente Lula não poder ser apenas mais um ministro. Dilma vai continuar governando o País utilizando a sabedoria dele. A presidente precisa de ajuda. Ela não está sendo destituída do cargo. Só uma grande mulher pode fazer o que ela fez", acrescenta Vagner Freitas.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: