CUT nega contratação de Cesare Battisti

Assessoria de imprensa da Central Única dos Trabalhadores informa que a notícia publicada primeiramente na Folha de S.Paulo está incorreta e que foi deixado claro ao jornal, inclusive, que a entidade não contratou, nem pretende contratar o ex-ativista italiano como assessor

CUT nega contratação de Cesare Battisti
CUT nega contratação de Cesare Battisti (Foto: Caio Guatelli)

247 – A Central Única dos Trabalhadores negou qualquer intenção de contratar como assessor o ex-ativista italiano Cesare Battisti. A notícia havia sido publicada primeiramente na coluna da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, no último dia 9. Por meio de sua assessoria de imprensa, a CUT entrou em contato com o 247 para desmentir a informação. Nesta sexta-feira, o colunista Claudio Humberto deu mais detalhes do suposto processo de contratação e inclusive sobre as funções de Battisti.

A entidade informou que, ao ser consultada pela repórter Lígia Mesquita, da coluna de Mônica Bergamo, sobre a possibilidade da contratação de Battisti, a assessoria "deixou claro que o Sr. Battisti não havia sido nem seria contratado pela CUT". Mesmo assim, afirma a entidade, o jornal veiculou a notícia "dois dias após este telefonema".

De acordo com a nota da jornalista da Folha, a assessoria da CUT dizia "desconhecer a informação". Mas a entidade responde que não desconhecia, e sim checou com o presidente, Vagner Freitas, e desmentiu para o veículo, "o que é absolutamente diferente".

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP), que além de confirmar a informação para a Folha, deu detalhes sobre as capacidades de Battisti, de acordo com Claudio Humberto. Suplicy "não é nem nunca foi membro da CUT. Portanto, não pode ser considerado porta-voz da Central", diz a comunicação da entidade. A assessoria da Central informa que não foi contatada pela coluna de Claudio Humberto.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247