“Dallagnol é uma vergonha para o Ministério Público”, diz Carol Proner

A jurista Carol Proner, em entrevista à TV 247, disse que o ex-coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, não tem a menor condição de continuar no cargo de procurador da República. Assista

Reprodução | ABr
Reprodução | ABr (Foto: Reprodução | ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em entrevista à TV 247, a jurista Carol Proner condenou a atuação de Deltan Dallagnol como procurador da República. Para ela, Dallagnol desonra o Ministério Público com sua extrema parcialidade.

“É extremamente suspeito um procurador debochar do réu, como Dallagnol fez ao se referir a Lula como ‘9’”, diz, citando as mensagens privadas que vieram a público após o ministro do STF Ricardo Lewandowski determinar o fim do sigilo.

“Agora o núcleo da Lava Jato pede a anulação do acervo da Spoofing. Por que estão tão preocupados agora? Dallagnol não tem a menor condição de se manter como procurador da República, é uma vergonha para o Ministério Público”, acrescenta a jurista. No entanto, Proner acredita que a parcialidade de Dallagnol não deve ser generalizada ao Ministério Público como um todo: “Existe um lado bom no MP, muitas pessoas nos orgulham dentro deste órgão”, conclui.

Inscreva-se na TV 247, seja membro e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email