Ex-procurador milionário, Dallagnol se filia ao Podemos atacando o STF

Deltan Dallagnol, que comprou imóveis que estão entre os mais caros de Curitiba, se filiou ao partido do ex-juiz Moro e fez ataque às instituições

www.brasil247.com - Sergio Moro e Deltan Dallagnol
Sergio Moro e Deltan Dallagnol (Foto: Reprodução/Twitter)


247 - O ex-coordenador da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, que nos últimos apresentou evolução patrimonial incompatível com seus ganhos como procurador, filiou-se nesta sexta-feira (10) ao Podemos. É a mesma legenda do ex-juiz parcial Sérgio Moro, com quem Deltan atuou em conluio para perseguir o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e retirá-lo das eleições de 2018. 

Sem conversar com jornalistas, Dallagnol repetiu várias vezes seu discurso monotemático de combate à corrupção. "Ela não é o único problema do Brasil, mas é um problema central do nosso país", disse. Afirmou que o Brasil passa por um momento de retrocesso no combate a esse problema e que isso precisa mudar. "Se não nos mexermos, quando acordarmos, teremos retrocedido 30 anos no combate à corrupção."

Do lado de fora do hotel em Curitiba onde se realizava o evento, manifestantes protestaram  contra o ex-procurador da Lava Jato. Uma faixa trazida pelos manifestantes dizia que Deltan usou o Ministério Público para perseguir políticos, como o próprio Lula.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em seu discurso, atacou o Supremo Tribunal Federal (STF). "Nós vimos o fim da prisão em segunda instância, a decisão do STF que institucionalizou a impunidade dos corruptos no Brasil. Vimos essa decisão desestimular as colaborações premiadas e a devolução do dinheiro que tinha sido desviado. Vimos a criação de novas regras desastrosas pelo STF, como a regra que dá competência à Justiça Eleitoral para casos de corrupção política quando parte do dinheiro vai para a campanha dos envolvidos", disse ele.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email