Damares 'esquece' de Marielle em discurso na ONU

A ministra de Bolsonaro, Damares Alves, afirmou no Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra, que o governo brasileiro está comprometido em proteger "os corajosos defensores dos direitos humanos", a democracia, os índios e as mulheres, mas não mencionou o assassinato de Marielle Franco; autoridades da ONU atacaram as políticas do governo de Damares e Bolsonaro, se mencionar 'nomes de países', segundo informa o jornal Valor

Damares 'esquece' de Marielle em discurso na ONU
Damares 'esquece' de Marielle em discurso na ONU (Foto: Wilson Dias/Ag�ncia Brasil)

247 - A ministra de Bolsonaro, Damares Alves, afirmou no Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra, que o governo brasileiro está comprometido em proteger "os corajosos defensores dos direitos humanos", a democracia, os índios e as mulheres, mas não mencionou o assassinato de Marielle Franco. Autoridades da ONU atacaram as políticas do governo de Damares e Bolsonaro, se mencionar 'nomes de países', segundo informa o jornal Valor. 

A reportagem informa que "na abertura do Conselho de Direitos Humanos, o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, criticou uma 'inundação de mentiras' sobre o Pacto Global para a Migração, acordo internacional rejeitado pelo governo Bolsonaro no começo de seu mandato."

Guterres disse: "estamos vendo como o debate sobre a mobilidade humana, por exemplo, tem sido envenenado com falsas narrativas, vinculando refugiados e migrantes ao terrorismo e os culpabilizando por muitas das doenças da sociedade."

O secretário-geral das Nações Unidas denunciou "uma campanha insidiosa procurando afogar o Pacto Global para a Migração numa inundação de mentiras sobre a natureza e amplitude do acordo".

Para ele, no entanto, a campanha fracassou. 

Michelle Bachelet, ex-presidenta do Chile e atual Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos declarou: "Hoje, ouvimos às vezes os direitos humanos sendo descartados como supostamente globalistas, como oposto a interesse patriótico de soberania governamental. Mas como os interesses de qualquer Estado podem avançar com políticas que causam danos ao bem-estar de todos os serem humanos?".

 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247