Lula pede que STF também anule sentenças de Moro em seus processos

Defesa do ex-presidente Lula protocolou nesta quarta-feira, 28, pedido para que a 2ª Turma do STF estenda para seus processos a decisão que anulou sentença do ex-juiz Sérgio Moro contra o ex-presidente da Petrobrás Aldemir Bendine. Assim como Bendine, Lula também foi prejudicado por Moro ao ter sido obrigado a apresentar sua defesa ao mesmo tempo que os delatores

Lula questiona Moro sobre imparcialidade do juiz
Lula questiona Moro sobre imparcialidade do juiz (Foto: Reprodução | Senado)

247 - Conforme anunciado, os advogados de defesa do ex-presidente Lula entraram nesta quarta (28) com pedido de habeas corpus para que o Supremo Tribunal Federal (STF) estenda a ele a decisão de anular setenças condenatórias do ex-juiz- Sergio Moro. A informação é da jornalista Mônica BErgamo, da Folha de S. Paulo.

O pedido se fundamenta na decisão proferida nesta terça (27), pela 2ª Turma da Corte que derrubou decisão de março de 2018 de Moro que condenou Aldemir Bendine, ex-presidente da Petrobras, a 11 anos de prisão. A informação 

Os ministro acataram um pedido de Bendine em razão de ele ter sido obrigado a apresentar seu memoriais, ou seja, sua defesa, ao mesmo tempo que os delatores, prejudicando o direito de ampla defesa e contraditório.

Os advogados de Lula já tinham apresentado reclamação nesse sentido a outros tribunais. Mas, diante da decisão do STF, decidiu recorrer imediatamente ao tribunal pedindo que o mesmo direito seja reconhecido para o ex-presidente.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247