Defesa de Lula pede suspensão do caso triplex no STJ até julgamentos no Supremo

A defesa do ex-presidente pediu nesta quinta-feira 12 a suspensão do julgamento de um recurso sobre o caso do tríplex no Guarujá até que o Supremo Tribunal Federal analise dois habeas corpus, que apontam a suspeição do ex-juiz Sergio Moro e dos procuradores da Operação Lava Jato

(Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247 | STF)

247 - A defesa do ex-presidente Lula pediu nesta quinta-feira 12 a suspensão do julgamento de um recurso sobre o caso do triplex no Guarujá, que corre no Superior Tribunal de Justiça (STJ), até que o Supremo Tribunal Federal (STF) analise dois pedidos de liberdade do petista.

Os habeas corpus que serão julgados no STF têm como base a argumentação da suspeição do ex-juiz e hoje ministro Sergio Moro e dos procuradores da Operação Lava Jato, especialmente após a publicação dos vazamentos do The Intercept.

Para o advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins, a análise de HCs que tramitam no STF deve ser feita antes para prestigiar a economia processual.

Segundo a reportagem, os advogados de Lula também requereram um sorteio de um novo relator para o recurso, que corre no Superior Tribunal de Justiça. O responsável pelos casos da Lava Jato na corte, ministro Félix Fischer, está afastado por questões de saúde.

Reportagem da jornalista Thais Arbens, na Folha de S.Paulo, apontou nesta quinta que o mês de outubro pode ser o momento de uma virada no embate que as forças legalistas e democráticas do Brasil travam contra o arbítrio de Sergio Moro e da Operação Lava Jato no STF. 

O STF estaria se preparando para dar em outubro o seu mais duro recado à Operação Lava Jato e ao ex-juiz e atual ministro da Justiça, com suas decisões tornadas sem efeito e Lula livre da prisão política que lhe foi imposta. 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247