Defesa e Forças Armadas apresentam notícia-crime contra Ciro Gomes por "irresponsáveis declarações"

Ciro Gomes afirmou que militares são coniventes com ilícitos cometidos na Amazônia, que virou uma "'holding' do crime, claramente protegida por autoridades brasileiras"

www.brasil247.com - Ciro Gomes
Ciro Gomes (Foto: Reprodução)


247 - O Ministério da Defesa e as Forças Armadas apresentaram à Procuradoria-Geral da República (PGR), segundo a Folha de S. Paulo, uma notícia-crime contra o pré-candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, por "irresponsáveis declarações".

Em entrevista à rádio CBN na terça-feira (21), o pedetista afirmou que as Forças Armadas são coniventes com crimes ocorridos na Amazônia. "Bolsonaro destruiu as raríssimas bases de comando e controle: ele desmontou o ICMBio, desmontou a Funai, desmontou o Ibama, destruiu a capacidade operacional das Forças Armadas, que não têm efeito, verba, tecnologia para administrar a imensa faixa de fronteira seca. (...) E isso acabou transformando o território nessa holding do crime, claramente protegida por autoridades brasileiras, inclusive das Forças Armadas", disse.

Os militares argumentam que as afirmações de Ciro Gomes "afetam gravemente a reputação e a dignidade" das instituições. A Defesa e as Forças Armadas declararam que "muito se orgulham" de trabalhar pela defesa e proteção da Amazônia e no "combate a ilícitos ambientais e transfronteiriços".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Não é admissível, em um estado democrático, que sejam feitas acusações infundadas de crime, sem a necessária identificação da autoria por parte do acusador e sem a devida apresentação de provas, ainda mais quando dirigidas a Instituições perenes do Estado brasileiro", diz a nota dos representantes da caserna.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na apresentação à PGR, os militares acusam Ciro Gomes de cometer crimes de "incitar, publicamente, animosidade entre as Forças Armadas, ou delas contra os poderes constitucionais, as instituições civis ou a sociedade" e "propalar fatos, que sabe inverídicos, capazes de ofender a dignidade ou abalar o crédito das Forças Armadas ou a confiança que estas merecem do público".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email