Defesa rebate críticas de Gilmar Mendes e diz que tem "efetivo maior que o da FEB" no combate à pandemia

Nota do Ministério da Defesa foi divulgada após o ministro do STF Gilmar Medes criticar a militarização do Ministério da Saúde e o desmonte da pasta em meio à pandemia do novo coronavírus

(Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF | DefesaNet)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Ministério da Defesa rebateu. por meio de nota. as críticas feitas pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Medes que criticou a militarização do Ministério da Saúde e o desmonte da pasta em meio à pandemia do novo coronavírus, além de ter afirmado que o “Exército está se associando a esse genocídio”. Segundo o ministério, os militares atuam no combate à pandemia com um “efetivo maior do que o da FEB (Força Expedicionária Brasileira) na Segunda Guerra Mundial” e a operação de combate ao coronavírus “está atingindo os objetivos a que se propõe”. 

As declarações de Gilmar foram feitas neste sábado (11) durante um debate virtual promovido pela revista IstoÉ e pelo Instituto Brasiliense de Direito Público. "O Ministério da Defesa informa que as Forças Armadas atuam diretamente no combate ao novo coronavírus, por meio da Operação Covid-19. Desde o início da pandemia, vem atuando sempre para o bem-estar de todos os brasileiros. São empregados, diariamente, 34 mil militares, efetivo maior do que o da Força Expedicionária Brasileira na Segunda Guerra Mundial, com 25.800 homens. O Ministério da Defesa tem o compromisso com a saúde e com o bem estar de todos os brasileiros de norte ao sul do País", afirma a nota.

Em resposta a Mendes, o  Ministério da Defesa alega que a operação desenvolvida pelos militares “está atingindo os objetivos a que se propõe”.  Segundo a nota, “foram descontaminados 3.348 locais públicos; realizadas 2.139 campanhas de conscientização junto à população, 3.249 ações em barreiras sanitárias e 21.026 doações de sangue; distribuídos 728.842 cestas básicas; produzidos 20.315 litros de álcool em gel e capacitadas 9.945 pessoas para realizar ações de descontaminação".

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247