Delação de Costa foi bomba de efeito antecipado

Vazamento das acusações feitas pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa aumenta a imprevisibilidade na campanha, analisa a jornalista Tereza Cruvinel, em seu blog no 247; embora o MP e a PF não tenham dado qualquer confirmação sobre a veracidade do depoimento de Costa, no qual ele acusa políticos de recebimento de propina em contratos na estatal, a delação pode afetar um bom número de candidaturas governistas e até a da presidente Dilma Rousseff; também pode sobrar para Marina Silva; "Com o PSDB preservado e o PT e PSB envolvidos, o escândalo pode  reinseri-lo na disputa polarizada entre Marina e Dilma ou funcionar apenas como um canto do cisne para sua candidatura", afirma a jornalista

Vazamento das acusações feitas pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa aumenta a imprevisibilidade na campanha, analisa a jornalista Tereza Cruvinel, em seu blog no 247; embora o MP e a PF não tenham dado qualquer confirmação sobre a veracidade do depoimento de Costa, no qual ele acusa políticos de recebimento de propina em contratos na estatal, a delação pode afetar um bom número de candidaturas governistas e até a da presidente Dilma Rousseff; também pode sobrar para Marina Silva; "Com o PSDB preservado e o PT e PSB envolvidos, o escândalo pode  reinseri-lo na disputa polarizada entre Marina e Dilma ou funcionar apenas como um canto do cisne para sua candidatura", afirma a jornalista
Vazamento das acusações feitas pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa aumenta a imprevisibilidade na campanha, analisa a jornalista Tereza Cruvinel, em seu blog no 247; embora o MP e a PF não tenham dado qualquer confirmação sobre a veracidade do depoimento de Costa, no qual ele acusa políticos de recebimento de propina em contratos na estatal, a delação pode afetar um bom número de candidaturas governistas e até a da presidente Dilma Rousseff; também pode sobrar para Marina Silva; "Com o PSDB preservado e o PT e PSB envolvidos, o escândalo pode  reinseri-lo na disputa polarizada entre Marina e Dilma ou funcionar apenas como um canto do cisne para sua candidatura", afirma a jornalista (Foto: Valter Lima)

247 - O vazamento das acusações feitas pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, sobre o suposto pagamento de propina a políticos por contratos na estatal, aumenta a imprevisibilidade na campanha. Quem faz esta avaliação é a jornalista Tereza Cruvinel, em seu blog no 247.

Segundo ela, a delação pode afetar um bom número de candidaturas governistas e até a da presidente Dilma Rousseff. Com a inclusão de Eduardo Campos na lista de Costa, pode sobrar também para Marina Silva.

Mas o que confere um cheiro estranho ao “timing” do vazamento é sua natureza de bomba de efeito antecipado: todo o estrago eleitoral já terá acontecido quando o Ministério Público, cotejando acusações e provas, aceitar ou não a delação premiada, mitigando as penas do acusador e processando os acusados.

Segundo ela, "o jogo está feito, afeta Marina e Dilma e dá novo alento ao candidato tucano Aécio Neves". "Com o PSDB preservado e o PT e PSB envolvidos, o escândalo pode  reinseri-lo na disputa polarizada entre Marina e Dilma ou funcionar apenas como um canto do cisne para sua candidatura", ressalta.

Leia aqui a íntegra do texto.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247