Delatores da JBS e ex-procurador devem depor sexta

Os três delatores do grupo JBS, Joesley batista, Ricardo Saud e Francisco Assis, que passarão por procedimento de revisão dos acordos de delação premiada, devem prestar depoimento na sexta-feira (8) à Procuradoria Geral da República (PGR); também será ouvido o ex-procurador da República Marcelo Miller; todos falarão sobre o novo áudio entregue pela empresa à PGR e que, segundo o procurador geral, Rodrigo Janot, indicam graves omissões nas delações

joesley batista
joesley batista (Foto: Romulo Faro)

247 - Os três delatores do grupo JBS, Joesley batista, Ricardo Saud e Francisco Assis, que passarão por procedimento de revisão dos acordos de delação premiada, devem prestar depoimento na sexta-feira (8) à Procuradoria Geral da República (PGR). Também será ouvido o ex-procurador da República Marcelo Miller.

Todos falarão sobre o novo áudio entregue pela empresa à PGR e que, segundo o procurador geral, Rodrigo Janot, indicam graves omissões nas delações.

Ainda de acordo com Janot, dependendo do resultado da investigação, os benefícios oferecidos a Joesley, dono da JBS, e outros delatores poderão ser cancelados.

Em várias partes do áudio gravado, Joesley e Saud falam sobre Miller, que trabalhou com Janot por três anos. Ele deixou a PGR em abril deste ano e passou a atuar no escritório de advocacia Trench Rossei e Watanabe, que atende a JBS. A suspeita é de que o ex-procurador possa ter ajudado a JBS a fazer a delação e a negociar os benefícios.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247