Delegado da Receita que combate milícias em Itaguaí pode ser exonerado hoje

Delegado da Receita Federal no porto de Itaguaí, José Alex Nóbrega de Oliveira, participará nesta segunda-feira (19) de uma reunião que poderá resultar em sua demissão devido a uma determinação de Jair Bolsonaro. A substituição, revelada pelo próprio Oliveira a um grupo de altos funcionários da Receita, seria motivada por “razões políticas” em função do combate ao contrabando e ao enfrentamento de milícias que querem o controle do porto

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O delegado da Receita Federal no porto de Itaguaí, José Alex Nóbrega de Oliveira, participará nesta segunda-feira (19) de uma reunião na sede da superintendência do órgão, no Rio de Janeiro, que poderá resultar em sua demissão do cargo devido a uma determinação de Jair Bolsonaro. A substituição, revelada pelo próprio Oliveira a um grupo de altos funcionários da Receita, seria motivada por “razões políticas”.  

Ele também teria relatado que o superintendente da Receita Federal, Mário Dehon, recusou a cumprir a ordem de afastar o auditor e também estaria sendo ameaçado de demissão sumária. Caso as demissões sejam confirmadas, cerca de 200 auditores em todo o país ameaçam entregar seus cargos de chefia como forma de protestar contra o aparelhamento do órgão por Bolsonaro e seus aliados. 

O porto de Itaguaí é um importante centro de entrada de mercadorias vindas da China e exportação para a Europa e, segundo a Receita, está na mira das milícias devido à intensa movimentação de cargas. O trabalho de Oliveira vinha sendo alvo de questionamentos justamente pelos resultados positivos obtidos nesta direção. (Leia no Brasil 247)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email