Demitido por Bolsonaro do Inpe, Ricardo Galvão é premiado nos EUA

Ex-diretor do Inpe Ricardo Galvão recebeu o prêmio de Liberdade e Responsabilidade Científica da Associação Americana para o Avanço da Ciência (AAAS) por defender os dados de desmatamento da Amazônia refutados pelo presidente

(Foto: Reprodução | PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

274 - O ex-diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) Ricardo Galvão, que foi demitido por Jair Bolsonaro, foi anunciado nesta segunda-feira (8) como vencedor do prêmio 2021 de Liberdade e Responsabilidade Científica da Associação Americana para o Avanço da Ciência (AAAS, na sigla em inglês).

Em agosto de 2019, Ricardo Galvão foi demitido do comando do Inpe por divulgar um relatório mostrando que o desmatamento da Amazônia tinha avançado 88% em junho daquele ano, em comparação com junho de 2018. Bolsonaro acusou Galvão de mentir e estar “a serviço de alguma organização não governamental”

O prêmio é concedido ao ex-diretor do Inpe homenageia “cientistas que demonstraram liberdade científica e / ou responsabilidade em circunstâncias particularmente desafiadoras, às vezes em risco para sua segurança profissional ou física”. Ele receberá o prêmio em uma cerimônia virtual na próxima quarta-feira (10).

(*Com informações da Revista Fórum)

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email