Denúncia contra Temer deve ficar ao menos 20 dias com Fachin

Depois que for apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal, a denúncia contra Michel Temer pelos crimes de corrupção passiva, obstrução à Justiça e organização criminosa deve ficar ao menos 20 dias nas mãos do relator da Lava Jato na Corte, o ministro Luiz Edson Fachin, antes de ser enviada para aprovação do Congresso; o ministro deve pedir antes a manifestação das partes

Depois que for apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal, a denúncia contra Michel Temer pelos crimes de corrupção passiva, obstrução à Justiça e organização criminosa deve ficar ao menos 20 dias nas mãos do relator da Lava Jato na Corte, o ministro Luiz Edson Fachin, antes de ser enviada para aprovação do Congresso; o ministro deve pedir antes a manifestação das partes
Depois que for apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal, a denúncia contra Michel Temer pelos crimes de corrupção passiva, obstrução à Justiça e organização criminosa deve ficar ao menos 20 dias nas mãos do relator da Lava Jato na Corte, o ministro Luiz Edson Fachin, antes de ser enviada para aprovação do Congresso; o ministro deve pedir antes a manifestação das partes (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Depois que for apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal, a denúncia contra Michel Temer pelos crimes de corrupção passiva, obstrução à Justiça e organização criminosa deve ficar ao menos 20 dias com o relator da Lava Jato na Corte, o ministro Luiz Edson Fachin.

Antes de o STF julgar se abre ou não uma ação penal contra Temer, a Câmara precisa dar seu aval, segundo a Constituição. Fachin, no entanto, antes de enviar a peça de Janot para aprovação do Congresso, deve pedir a manifestação das partes para "aparelhar" a acusação.

Enquanto isso, no Congresso, a base de Temer quer acelerar a tramitação da acusação, atuando para que ela seja rejeitada em até dez dias, antes do recesso parlamentar. As informações são do Estado de S.Paulo.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247