Depois de liberar armas, Bolsonaro quer inundar país com importação em massa

Após o decreto que amplia o porte de armas para 20 profissões, o presidente Jair Bolsonaro deu sinal verde para a importação em massa; a medida do governo acabou com a restrição de importação de uma arma quando há no mercado nacional uma similar; a Taurus, empresa brasileira, era a maior beneficiada desse impedimento

Depois de liberar armas, Bolsonaro quer inundar país com importação em massa
Depois de liberar armas, Bolsonaro quer inundar país com importação em massa (Foto: Marcos Corrêa - PR)

247 - Após o decreto que amplia o porte de armas para 20 profissões, o presidente Jair Bolsonaro deu sinal verde para a importação em massa. A medida do governo acabou com a restrição de importação de uma arma quando há no mercado nacional uma similar. A Taurus, empresa brasileira, era a maior beneficiada desse impedimento.

Segundo Bolsonaro, a "quebra do monopólio" para a compra de armas no Brasil é "bem-vinda" e vai entrar em vigor "dentro de uns 60 dias". "Não queremos com isso criar barreiras para importação", disse.

A jornalistas, o chefe do Planalto também disse haver certos calibres que precisavam ser encontrados "no mercado de fora", "porque uma arma de qualidade você tem que variar os calibres".

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247