Deputados detonam carta de Bolsonaro ao Congresso: panfletário

Texto encaminhado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) ao Congresso enfatizou reforma da Previdência e combate a crime organizado, mas esqueceu de tocar em pontos importantes como saúde, educação e geração de emprego e renda; conteúdo panfletário do presidente incomodou parlamentares; "Parece que Bolsonaro ainda não entendeu que a campanha eleitoral já acabou. Sua carta ao Congresso Nacional foi terrível, um texto panfletário recheado de absurdos", escreveu Sâmia Bonfim (PSOL-SP), em seu Twitter

Deputados detonam carta de Bolsonaro ao Congresso: panfletário
Deputados detonam carta de Bolsonaro ao Congresso: panfletário (Foto: José Cruz/Agência Brasil )

247 - A carta do presidente Jair Bolsonaro (PSL) endereçada aos congressistas da Câmara dos Deputados e do Senado parece não ter causado o efeito esperado pelos assessores do mandatário. Parlamentares se manifestaram através das redes sociais ao que chamaram de "texto panfletário recheado de absurdos" e "cheia de chavões", sem apresentar soluções para os problemas do páis

Para a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), a mensagem revela um governo perdido, sem um líder capaz e seguro, mas que, por outro lado, ataca os direitos dos mais pobres, já que anuncia o fim de seguridade social, separando a Previdência e Assistência. 

"A mensagem governamental é cheia de chavões. A obviedade serviu ao palanque de campanha de Bolsonaro. Mas pra governar o Brasil complexo é preciso mais capacidade, condições. projetos. Chavões não geram empregos, escolas, saúde, desenvolvimento", critica Maria.

A estreante na Câmara, Sâmia Bonfim (PSOL-SP) também se espantou com o nível do texto encaminhado do Congresso pro Bolsonaro.

"Parece que Bolsonaro ainda não entendeu que a campanha eleitoral já acabou. Sua carta ao Congresso Nacional foi terrível, um texto panfletário recheado de absurdos. Palavras ideológicas para dizer que acabou a ideologia. Seremos resistência aos seus desmandos autoritários", disse a socialista, em seu Twitter.

Em seu quarto mandato, o deputado José Guimarães (PT-CE), também criticou a carta do presidente, dizendo que ele não apresenta propostas para os principais problemas do país e insiste em temas superados durante a campanha eleitoral.

"Projeto de Bolsonaro enviado ao Congresso é uma cartilha cheia de palavras soltas e chavões que não apresenta proposta alguma para resolver os problemas do pais. Emprego, saúde, renda e programas sociais são palavras proibidas na mensagem", escreveu Guimarães.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247