Derrota de Trump deixa Bolsonaro isolado nas Américas

Eleito numa perspectiva de crescimento da direita nos continentes americanos, Jair Bolsonaro já viu governos próximos perderem poder na Argentina, na Bolívia e, agora, nos Estados Unidos

Jair Bolsonaro sozinho no Palácio do Alvorada
Jair Bolsonaro sozinho no Palácio do Alvorada (Foto: Twitter/EmirSader)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jair Bolsonaro sente o gosto do isolamento político com o anúncio neste sábado (7) da vitória do candidato democrata Joe Biden sobre Donald Trump nas eleições presidenciais dos Estados Unidos. 

O cenário que Bolsonaro tem diante de si é bem diferente daquele de de dezembro de 2018, quando ele foi confirmado presidente do Brasil, numa eleição contaminada por fake news e pela inabilitação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. 

O jornalista Fabio Zanini, que cobre temas relacionados à direita na Folha de S. Paulo, lembra que naquele momento, a Argentina era presidida por Mauricio Macri, enquanto o chileno Sebastián Piñera era visto como um possível modelo de líder conservador para Bolsonaro. 

Logo em seguida, em 2019, o então presidente da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó, declarou-se presidente em um golpe fracassado contra o presidente Nicolas Maduro. No mesmo, um golpe na Bolívia, apoiado pelo Brasil, retirou a reeleição do presidente Evo Morales. 

"No último ano, no entanto, a curva política se inverteu. Bolsonaro passou por um processo crescente de isolamento no continente, que culmina agora com a derrota do maior dos aliados, Trump", diz o jornalista ao retratar o enfraquecimento político de Bolsonaro na região. 

Inscreva-se na TV 247, seja membro, e compartilhe:

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247