CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

Dilma: 'programa de remédio gratuito beneficiou 20 mi'

Programa Saúde Não Tem Preço, que oferece medicamentos gratuitos contra hipertensão, diabetes e asma, pela rede "Farmácia Popular", já atendeu a quase 20 milhões de pessoas desde 2011, quando foi lançado. Em maio de 2014, 6,4 milhões de brasileiros foram beneficiados, segundo a presidente

Programa Saúde Não Tem Preço, que oferece medicamentos gratuitos contra hipertensão, diabetes e asma, pela rede "Farmácia Popular", já atendeu a quase 20 milhões de pessoas desde 2011, quando foi lançado. Em maio de 2014, 6,4 milhões de brasileiros foram beneficiados, segundo a presidente (Foto: Gisele Federicce)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

Ana Cristina Campos - Repórter da Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (23) que o Programa Saúde Não Tem Preço, que oferece medicamentos gratuitos contra hipertensão, diabetes e asma, já atendeu a quase 20 milhões de pessoas desde 2011, quando foi lançado. Em maio de 2014, 6,4 milhões de brasileiros foram beneficiados, segundo ela. Mais de 30,4 mil farmácias em 4,1 mil municípios oferecem remédios de graça para as três doenças crônicas.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

"Os medicamentos gratuitos podem ser retirados por todos os brasileiros que precisem: pelo trabalhador, pelo aposentado que ganha um salário mínimo, pela mãe que vive com o Bolsa Família", disse.

Para ter acesso ao programa de remédios gratuitos, basta ir a uma farmácia credenciada no programa, sinalizada com o aviso "Aqui Tem Farmácia Popular" e apresentar a receita do médico, acompanhada do CPF e de um documento pessoal com foto.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Em seu programa semanal de rádio Café com a Presidenta, Dilma destacou que os remédios para tratamento de asma são gratuitos e que quase 300 mil pessoas retiraram esses medicamentos apenas em maio. "Isso ajuda muita gente, em especial, crianças, jovens e pessoas da terceira idade a evitar complicações que podem levar a internações hospitalares. A asma era a segunda principal causa de internação de crianças de até 5 anos no SUS, o Sistema Único de Saúde. Depois que começamos a distribuir os remédios para o combate à asma, reduzimos em 36 mil o número de internações por conta dessa doença."

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO