Dilma viaja para Finlândia e Rússia para denunciar o golpe

A ex-presidente Dilma Rousseff, afastada da Presidência da República no ano passado por meio de um golpe parlamentar, fará,  apartri desta quarta-feira (27), uma viagem de 12 dias para a Finlândia e a Rússia; durante a viagem, ela deverá denunciar o golpe e o desmonte das politicas sociais e do Estado brasileiro por parte do governo Michel Temer

Ex-presidente Dilma Rousseff durante evento no Uruguai. 04/11/2016 REUTERS/Andres Stapff
Ex-presidente Dilma Rousseff durante evento no Uruguai. 04/11/2016 REUTERS/Andres Stapff (Foto: Paulo Emílio)

247 - A ex-presidente Dilma Rousseff, afastada da Presidência da República no ano passado por meio de um golpe parlamentar, fará, a partir desta quarta-feira (27), uma viagem de 12 dias para a Finlândia e a Rússia. Durante a viagem, ela deverá denunciar o golpe e o desmonte das politicas sociais e do Estado brasileiro por parte do governo Michel Temer. O Planalto autorizou que ela viaje acompanhada por três assessores. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247