Dinheiro roubado por Pedro Barusco está de volta ao País

O Ministério Público Federal (MPF) corrigiu nesta quarta-feira, 11, para R$ 182 milhões o montante repatriado que estava depositado em contas na Suíça pertencentes ao ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco; MPF tinha anunciado que o valor repatriado era de R$ 139 milhões, quantia depositada na conta da 13ª Vara da Justiça Federal, em Curitiba, onde tramitam processos referentes à Lava Jato; mais tarde, informou que também houve a recuperação de outros R$ 43 milhões; esse valor extra, no entanto, ainda estava dividido em várias moedas, como dólar, euro, libra e franco suíço e ainda não tinha sido convertido para real

Dinheiro roubado por Pedro Barusco está de volta ao País
Dinheiro roubado por Pedro Barusco está de volta ao País (Foto: Zeca Ribeiro_)

247 - O Ministério Público Federal (MPF) anunciou, nesta quarta-feira (11), que conseguiu a repatriação de R$ 182 milhões que estavam depositados em contas na Suíça pertencentes ao ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco. Segundo o MPF, o dinheiro foi depositado na conta da 13ª Vara da Justiça Federal, no Paraná, responsável pelos inquéritos da Operação Lava Jato, que investiga um esquema de corrupção na Petrobras.

No início da tarde, o MPF tinha anunciado que o valor repatriado era de R$ 139 milhões, quantia depositada na conta da 13ª Vara da Justiça Federal, em Curitiba, onde tramitam processos referentes à Lava Jato.

Mais tarde, informou que também houve a recuperação de outros R$ 43 milhões. Esse valor extra, no entanto, ainda estava dividido em várias moedas, como dólar, euro, libra e franco suíço e ainda não tinha sido convertido para real. Após a conversão, também será depositado na conta da Justiça, totalizando assim R$ 182 milhões.

Nesta terça-feira Barusco prestou depoimento a CPI da Petrobras e assumiu ter recebido propinas referentes a contratos feitos pela estatal junto a outras empresas. Segundo ele, os valores acumulados por ele ao longo dos anos somavam US$ 97 milhões, sendo US$ 27 milhões somente em rendimentos de aplicações financeiras dos recursos recebidos ilegalmente.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247