CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Brasil

Dirceu, Genoino e Delúbio têm chances no STF?

Supremo não alivia no julgamento da Ação Penal 470; em pouco mais de um mês, condena oito dos 10 acusados cujas condutas foram avaliadas; andamento do processo não é nada animador para núcleo político, composto, entre outros, pela primeira geração de chefes  do PT; alguém aposta a favor dos réus?

Dirceu, Genoino e Delúbio têm chances no STF? (Foto: Edição/247)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - Já são oito os condenados na Ação Penal 470, e de um total de 10 réus julgados. O balanço positivo para a acusação não deve ter deixado muito animados os outros 27 réus acusados de participar do esquema do 'mensalão' pela Procuradoria-Geral da República (PGR). As condenações, definidas por placares elásticos, indicam que a Corte concordou, pelo menos até agora, com a versão apresentada pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel.

Os ministros do Supremo Tribunal Federal identificaram desvio de recursos públicos no esquema do valerioduto, comandando pelo empresário Marcos Valério. Os magistrados também concordam que houve pagamento de propina e que algumas instituições financeiras, como o Banco Rural, agiram de maneira irregular ao conceder empréstimos fraudulentos.

Desde o início do julgamento, no início de agosto, apenas três réus conseguiram algum tipo de vitória no STF. O ex-ministro Luiz Gushiken foi absolvido por unanimidade, por indicação da própria PGR, enquanto a ex-vice-presidente do Banco Rural Ayanna Tenório não acompanhou os colegas na condenação por falta de provas de que ela participou de irregularidades. Além disso, a defesa de Carlos Alberto Quaglia, feita pela Defensoria Pública Federal, conseguiu levar o processo à primeira instância, graças a erros processuais.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Quem escapa?

A seguir nessa toada de condenações, deve sobrar também para o núcleo político da ação, composto, entre outros, pelo ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, pelo deputado federal José Genoino (PT-SP) e pelo ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares. A apreensão desses réus deve ter aumentado nesta quinta-feira, quando o presidente do Supremo, Carlos Ayres Britto, destacou que "pratica-se o delito por ação ou omissão, e a doutrina é unânime aqui no STF sobre isso", indicando uma mais amplitude para condenar na hora de avaliar responsabilidades no julgamento do processo.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Pode ser que a maioria do STF não compre todas as versões apresentadas pela acusação a partir da próxima semana, mas o andamento do julgamento indica o contrário. A acusação foi apresentada (e está sendo avaliada) de forma a encadear o andamento do esquema nunca sequência evolutiva. Pelo que foi julgado até agora, a defesa e os réus têm motivos para se preocupar.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Carregando...

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO