Diretor da Odebrecht foi à África com Lula, em missão oficial

Alexandrino Alencar, que aparece na imagem de terno claro, falando ao ex-presidente e também a Andres Sanchez, ex-presidente do Corinthians, acompanhou Lula numa viagem à Guiné Equatorial; enquanto oposição classifica Lula como "lobista" das empreiteiras, a presidente Dilma refuta a ilação

Diretor da Odebrecht foi à África com Lula, em missão oficial
Diretor da Odebrecht foi à África com Lula, em missão oficial


✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O executivo Alexandrino Alencar, diretor da Odebrecht, acompanhou o ex-presidente Lula numa viagem à África. Isso ocorreu em 2011, quando Lula foi designado representante oficial do Brasil numa missão à Guiné Equatorial e incluiu Alencar em sua comitiva.

Na era Lula, a Odebrecht foi a empresa que mais cresceu e assumiu operações importantes, como a base para o submarino nuclear, no Rio, uma usina do Rio Madeira, e também passou a construir plataformas de petróleo para a Petrobras.

O ponto mais explícito da aproximação, no entanto, foi a construção do Itaquerão, o estádio do Corinthians que será palco da abertura da Copa de 2014, se for concluído a tempo – na Fifa, o estádio de Brasília, mais avançado, já vem sendo considerado o "Plano B" para o jogo de estreia.

continua após o anúncio

Leia, abaixo, reportagem da Folha deste domingo, sobre a viagem oficial de Lula a África, acompanhado de um diretor da Odebrecht:

Lula leva diretor de empresa a viagem oficial

continua após o anúncio

Em 2011, assessoria do ex-presidente pediu inclusão de executivo da Odebrecht em delegação brasileira para ir à África

Itamaraty estranhou pedido e solicitou informações; Dilma defende viagens de petista ao exterior

continua após o anúncio

FERNANDO MELLO

FLÁVIA FOREQUE

continua após o anúncio

DE BRASÍLIA

Na única viagem internacional em que o ex-presidente Lula foi designado representante oficial do governo Dilma Rousseff, o petista pôs entre os membros da delegação um diretor da Odebrecht.

continua após o anúncio

Como a Folha revelou anteontem, a relação de Lula com empreiteiras é próxima: elas pagaram quase a metade de suas viagens internacionais como ex-presidente.

O pedido para a inclusão do diretor da construtora na delegação foi feito em 2011, na viagem de Lula para Malabo, capital da Guiné Equatorial, para participar da Assembleia da União Africana.

continua após o anúncio

Ele causou estranhamento no Itamaraty, que cobrou informações da assessoria do ex-presidente -que era chefe da delegação brasileira.

Lula já havia visitado a Guiné Equatorial como presidente em julho de 2010.

continua após o anúncio

No país há quatro empresas brasileiras com grande atuação: ARG, Andrade Gutierrez, Queiroz Galvão e OAS.

A Odebrecht entrou na Guiné Equatorial após a visita de Lula, sendo favorita para obras na parte continental, onde está sendo construída uma capital administrativa.

Em telegrama de 27 de junho de 2011, a embaixada brasileira em Malabo informou ter solicitado informações à assessoria de Lula sobre Alexandrino Alencar, que integraria a comitiva.

Alencar é diretor da Odebrecht e não estava na lista oficial enviada ao Itamaraty. Seu nome apareceu "em mensagem recente enviada a esta embaixada por aquela assessoria [de Lula]", informou Francisco Chaves do Nascimento Filho, encarregado de negócios da embaixada.

Hoje Alencar é o responsável pelo Desenvolvimento de Negócios da Odebrecht. A relação dele com Lula é antiga.

No livro "Mais Louco do Bando", Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians, relata uma viagem em 2009 que Alencar fez a Brasília junto com Emílio Odebrecht, presidente do conselho de administração da empresa.

Na ocasião, diz o livro, Lula comentou que os representantes da Odebrecht "podiam dar uma mão" para o Corinthians construir seu estádio.

Em resposta, segundo Sanchez, Odebrecht prometeu tratar o assunto "com muito carinho". Hoje a empresa é a responsável pela obra.

ILAÇÃO

Dilma Rousseff saiu em defesa de Lula após a Folha revelar que quase metade de suas viagens ao exterior foi paga por empreiteiras desde que ele saiu do cargo.

"Eu me recuso a entrar nesse tipo de ilação sobre o presidente Lula. O presidente Lula tem o respeito de todos os Chefes de Estado da África e deu grande contribuição ao país nessa área."

A fala da presidente foi publicada ontem pelo "O Estado de S. Paulo" e confirmada pela assessoria do Planalto.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

continua após o anúncio

Ao vivo na TV 247

Cortes 247