Divisões no governo mostram rudeza da direita das cavernas

A semana começa com mais uma crise profunda no governo Bolsonaro, agora envolvendo os militares depois dos pesados ataques de Olavo de Carvalho, guru do presidente e seus filhos, em um vídeo divulgado no canal de Youtube do presidente, depois tirado do ar

Divisões no governo mostram rudeza da direita das cavernas
Divisões no governo mostram rudeza da direita das cavernas
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A semana começa com mais uma crise profunda no governo Bolsonaro, agora envolvendo os militares depois dos pesados ataques de Olavo de Carvalho, guru do presidente e seus filhos, em um vídeo divulgado no canal de Youtube do presidente, depois tirado do ar.

O Blog de Marcos Augusto Gonçalves destaca que "investimento incessante do governo Bolsonaro em desinteligência, provocação e cizânia não se volta apenas contra os inimigos externos –a esquerda e os defensores de direitos civis e princípios civilizatórios, vistos como feiticeiros macabros do marxismo cultural e do globalismo".

"A luta é travada também dentro de casa, sem cerimônia, com a característica rudeza da direita das cavernas que está no poder".

"É o que se vê nas disputas acaloradas entre os chamados olavistas, em referência aos seguidores do ideólogo Olavo de Carvalho, e o grupo de generais que integra a administração, a começar pelo vice Hamilton Mourão".

PUBLICIDADE

"O confronto vem de longe e é atiçado pelos filhos de Bolsonaro os fiéis seguidores do santarrão da Virgínia. Steve Bannon, o estrategista alt-right demitido por Trump, mas paparicado pela família presidencial, já sugeriu que o vice renunciasse. E os arranca-rabos entre Olavo e generais tornaram-se rotineiros". [...]

[...] "Com menos de quatro meses de governo já se presencia um cisma de grandes proporções numa administração cuja índole caótica, primária e regressiva parece ser ainda tolerada por representantes do empresariado e das elites graças às promessas –aqui e ali fantasiosas, diga-se– do ministro da economia", finaliza.

PUBLICIDADE

Leia a íntegra

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email