Documento da PGR confirma intenção de Bolsonaro de proteger seu clã familiar com troca na PF

No depoimento do general Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, os investigadores fizeram constar a informação de que Jair Bolsonaro falou em "proteger seus familiares e amigos" durante a reunião ministerial do dia 22 de abril

Flávio, Jair, Eduardo e Carlos Bolsonaro
Flávio, Jair, Eduardo e Carlos Bolsonaro (Foto: Roberto Jayme/Ascom/TSE)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O colunista do UOL Rubens Valente informa que para a Procuradoria Geral da República consta a informação de que na fatídica reunião ministerial de 22 de abril, Jair Bolsonaro falou em "proteger seus familiares e amigos". 

O colunista destaca que se trata do primeiro registro documental de que Bolsonaro teria tratado do assunto na reunião ministerial. 

O termo de declarações de Heleno foi assim redigido e assinado pelo ministro, por delegados e procuradores da República: Heleno foi "perguntado sobre uma fala do presidente [Bolsonaro] no vídeo da reunião do dia 22 de abril de 2020, exibido nesta data por ordem do STF, que, no entender da PGR [Procuradoria Geral da República] se refere ao superintende[nte] do Rio de Janeiro, em que o presidente fala em proteger seus familiares e amigos, e perguntado quem são esses familiares e amigos, o depoente respondeu que precisaria assistir ao vídeo para poder responder".

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email