Dodge aponta 'retrocesso' em portaria sobre trabalho escravo

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, entregou um ofício ao ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira (PTB), com a manifestação do Ministério Público Federal e do Ministério Público do Trabalho em que recomendam ao governo Michel Temer a revogação da portaria do governo que mudou as regras para a fiscalização do trabalho escravo; Dodge disse ao ministro que a portaria leva o País a um retrocesso no que diz respeito à político de combate ao trabalho escravo

 Raquel Dodge
 Raquel Dodge (Foto: Gisele Federicce)

247 - A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, entregou um ofício ao ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira (PTB), com a manifestação do Ministério Público Federal e do Ministério Público do Trabalho em que recomendam ao governo Michel Temer a revogação da portaria do governo que mudou as regras para a fiscalização do trabalho escravo.

Em seu blog no G1, o jornalista Matheus Leitão informou que a chefe da PGR disse ao ministro que a portaria leva o País a um retrocesso no que diz respeito à político de combate ao trabalho escravo. E que no encontro, Nogueira se disse aberto a "aprimorar as regras" relacionados ao tema.

Temer decidiu liberar o trabalho escravo nas fazendas para comprar votos da bancada ruralista e se salvar das acusações da PGR na Câmara. A portaria já foi considerada um retrocesso peal OIT (Organização Internacional do Trabalho) e criticada até pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que apoiou o golpe.

Fiscais que atuam no combate ao trabalho escravo no País pararam suas atividades em 16 estados em protesto contra a mudança.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247