Dono de banco no Panamá paga R$ 90,6 mi de fiança e deixa a prisão

Banqueiro Eduardo Plass foi colocado em liberdade após pagar fiança de R$ 90,6 milhões, como estabelecido pelo juiz da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, Marcelo Bretas; Plass foi preso na última sexta-feira (3) soba acusação de lavar R$ 90 milhões para uma joalheria que tinha o ex-governador Sérgio Cabral – preso em um desdobramento da Lava Jato – como um de seus clientes

Dono de banco no Panamá paga R$ 90,6 mi de fiança e deixa a prisão
Dono de banco no Panamá paga R$ 90,6 mi de fiança e deixa a prisão (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

247 - O banqueiro Eduardo Plass foi colocado em liberdade após pagar fiança de R$ 90,6 milhões, como estabelecido pelo juiz da 7.ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, Marcelo Bretas. Plass foi preso na última sexta-feira (3) soba acusação de lavar R$ 90 milhões para uma joalheria que tinha o ex-governador Sérgio Cabral – preso em um desdobramento da Lava Jato – como um de seus clientes.

Plass é ex-presidente do Banco Pactual e é sócio majoritário do TAG Bank, com sede no Panamá, e da gestora de recursos Opus. Ele foi perso por força de um mandado de prisão temporária na sexta-feira e que na terça-feira (7) foi convertido em um mandado de prisão preventiva.

O banqueiro e outras duas sócias são acusados pelo Ministério Público Federal (MPF) pelos crimes de evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Segundo o MPF, o esquema teria movimentado cerca de US$ 24,3 milhões entre 2009 e 2015.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247