Doria recorre ao STF para obrigar Bolsonaro a custear leitos de UTI em SP

Hoje o governo de São Paulo custeia integralmente esses leitos. Ministro da Saúde diz que o governador espalha “desinformação” e que a pasta pediu R$ 5,2 bilhões ao Ministério da Economia para poder financiar os leitos

(Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), apresentou ao Supremo Tribunal Federal nesta quarta-feira (10) um recurso para obrigar o governo federal, comandado por Jair Bolsonaro, a bancar o custo de leitos de UTI em São Paulo.

Doria sustenta que hoje o governo de São Paulo custeia integralmente esses leitos, enquanto a obrigação legal é federal. O Ministro da Saúde diz que o governador espalha “desinformação” e que a pasta pediu R$ 5,2 bilhões ao Ministério da Economia para poder financiar os leitos.

A troca de acusações entre Doria e Pazuello começou na sexta-feira (5), quando Doria prometeu levar a questão ao STF. Na ocasião, em coletiva de imprensa, o tucano afirmou que o recurso poderia vir acompanhando de outros estados.

As duas esferas de governo travam uma guerra de versões sobre o tema dos leitos de UTI: a gestão de Doria afirma que 3.258 leitos foram desabilitados pelo Ministério da Saúde em São Paulo, enquanto a pasta federal chegou a dizer que o governador paulista “mente”.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email