"É uma sala aberta e clara", diz Moraes sobre local de totalização de votos no TSE

Presidente do TSE destacou que não há participação humana na contagem dos votos e que a apuração é "transparente, auditável e é fiscalizada"

www.brasil247.com - Sessão plenária do TSE – 23/08/2022
Sessão plenária do TSE – 23/08/2022 (Foto: LR Moreira/Secom/TSE)


Reuters - O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, afirmou nesta quarta-feira que a sala de totalização de votos do tribunal é aberta e clara, numa crítica velada ao presidente e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL), que frequentemente faz a alegação falsa de que os votos são totalizados em uma suposta "sala secreta".

"É uma sala aberta e clara, não é nem secreta nem escura", disse ele em rápida fala aos jornalistas durante o ato de abertura do local para o primeiro turno das eleições gerais, marcado para o próximo domingo.

A visita à sala de totalização foi acompanhada pelo ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, por Valdemar Costa Neto, presidente do PL, o partido de Bolsonaro, e por uma série de representantes de partidos e de observadores nacionais e internacionais.

Moraes convidou todos os candidatos à Presidência para visitar o local, mas nenhum foi por estarem na reta final de campanha.

Em sua fala, o presidente do TSE destacou que não há participação humana na contagem dos votos e que a apuração é "transparente, auditável e é fiscalizada", também em contraposição a declarações frequentes de Bolsonaro de que o processo eleitoral não é auditável.

Em segundo lugar nas pesquisas de intenção de voto, o presidente tem desde o ano passado lançado suspeitas --sem evidências-- de que o atual sistema de votação por meio de urnas eletrônicas seria suscetível a fraudes. Chegou a insinuar não aceitar o resultado do pleito caso saia derrotado.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

 

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email