Eduardo Bolsonaro confirma submissão do clã a Trump e elogia corte de repasse dos EUA à OMS

O deputado Eduardo Bolsonaro fez questão de explicitar mais uma vez que o governo do pai serve aos interesses da extrema-direita dos Estados Unidos – e não do Brasil nem dos brasileiros

Donaldo Trump e Eduardo Bolsonaro
Donaldo Trump e Eduardo Bolsonaro (Foto: Joyce N. Boghosian/White House)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado federal Eduardo Bolsonaro comemorou a notícia de que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, cortou os repasses à Organização Mundial da Saúde (OMS) em meio à pandemia do coronavírus. O parlamentar errou ao informar o valor doado pelo país norte-americano anualmente à organização. De acordo com Trump, os EUA pagam de 400 a 500 milhões de dólares à OMS todos os anos.

"Trump corta financiamento para a OMS de USD 40 milhões", escreveu o filho de Jair Bolsonaro no Twitter. 

O presidente americano acusa a OMS de ser "centrada na China". Segundo Trump, a instituição falhou em obter "informações oportunas" sobre o coronavírus.

O mandatário afirmou que "os contribuintes americanos pagam entre US$ 400 e US$ 500 milhões por ano à OMS. Por outro lado, a China paga o equivalente a US$ 40 milhões".

A China desembolsou US$ 28,7 milhões em 2020 e os EUA, US$ 56 milhões. 

Os americanos lideram o ranking dos países com os maiores números de casos da covid-19. São 615,4 mil ao todo. Em segundo lugar vem a Espanha, com 177,6 mil, seguida pela Itália (162,4 mil). Na quarta posição está a França, com 143,3 mil, seguida pela Alemanha (132,5 mil). Em quinto aparece o Reino Unido (98,4 mil), à frente da China (82,2 mil).

Os EUA têm 26,1 mil mortes, contra 3,3 mil dos chineses.

Em nível global são 2 milhões de casos, com 128,9 mil mortes.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247