Eduardo Bolsonaro diz ter apoio do chanceler e que 'já fritou hambúrguer' nos EUA

Após se reunir com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) afirmou que recebeu o apoio dele para assumir a embaixada do Brasil em Washington (EUA); sobre suas qualificações para assumir o posto, o parlamentar afirmou que fez intercâmbio nos Estados Unidos e "fritou hambúrguer no frio do Maine"

Ministro Ernesto Araújo recebe o deputado federal Eduardo Bolsonaro.
Ministro Ernesto Araújo recebe o deputado federal Eduardo Bolsonaro. (Foto: Arthur Max/MRE)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Após se reunir com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) afirmou nesta sexta-feira (12) que recebeu o apoio dele para assumir a embaixada do Brasil em Washington (EUA).

Ao responder sobre suas qualificações para assumir um dos mais importantes postos na diplomacia brasileira, o parlamentar afirmou que fez intercâmbio nos Estados Unidos e "fritou hambúrguer no frio do Maine".

"É difícil falar de si próprio. Mas não sou um filho de deputado [presidente] que está do nada vindo a ser alçado a essa condição. Existe um trabalho sendo feito, sou presidente da Comissão de Relações Exteriores [da Câmara], tenho uma vivência pelo mundo", disse o congressista, na saída do Palácio do Itamaraty.

"Já fiz intercâmbio, já fritei hambúrguer lá nos EUA, no frio do Maine, estado que faz divisa com o Canadá. No frio do Colorado, numa montanha lá, aprimorei meu inglês. Vi como é o trato receptivo do norte-americano para com os brasileiros. Então acho que é um trabalho que pode ser desenvolvido. Certamente precisaria contar com a ajuda dos colegas do Itamaraty, dos diplomatas, porque vai ser um desafio grande. Mas tem tudo para dar certo", complementou. 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email